sábado, 27 de setembro de 2008

Foi mal...

Enroladaça com alguns (muitos) deadlines e eu já esqueço de fotografar as coisas... Hoje, movida por uma inspiração bissexta, fui para a cozinha fazer um bolo de banana com especiarias (o povo cá de casa AMA e chamam o "bolo" de "torta"), que é campeão de elogios. O bolo de banana é uma versão do de maçã com passas (a receita originalíssima). Só lembrei que tinha que fotografar quando o última pedaço foi comido....
Fol mal, gente. Desculpem.

quarta-feira, 24 de setembro de 2008

Feeling Good - Michael Bublé



O resumo do dia foi o seguinte: pessoas felizes deixam o mundo mais feliz, mais colorido, mais engraçado. Minha quarta-feira foi deliciosa, repleta de sorrisos e promessas de encontros regados a 878 (ocho siete ocho).
Aos que manjam da língua do Tio Sam, eis a letra, que poderá complementar bem o sentimento de sentir-se bem...

Birds flying high, You know how I feel
Sun in the sky, You know how I feel
Breeze driftin´ on by, You know how I feel
It´s a new dawn, It´s a new day, It´s a new life
For me... And I´m feeling good

Fish in the sea, You know how I feel
River running free, You know how I feel
Blossom on the tree, You know how I feel
It´s a new dawn, It´s a new day, It´s a new life
For me... And I´m feeling good

Dragonfly out in the sun you know what I mean, don´t you know
Butterflies all havin´ fun you know what I mean
Sleep in peace when day is done
That´s what I mean
And this old world is a new world
And a bold world
For me

Stars when you shine, You know how I feel
Scent of the pine, You know how I feel
Oh freedom is mine and I know how I feel
It´s a new dawn, It´s a new day, It´s a new life
For me... And I´m feeling good

A favorita



Recebi um e-mail carinhoso de um internauta que como eu ama comer bem. Como ele está desenvolvendo o TCC sobre foodbloggers, mandou-me um questionário e uma das perguntas era sobre a minha fruta favorita. Um pecado nunca ter falado dela antes aqui! Mas como uma imagem fala mais que mil palavras, selecionei algumas.

domingo, 21 de setembro de 2008

Chove, chuva...


Tarde de chuva torrencial no novo trabalho.
Sempre registrava as chuvas na UFPA e desta vez não foi diferente.

Para ler (e comer)





Esencia Andaluza foi presente dos queridos Sr.Geraldo e Maria Alice.
Cinema vai à mesa foi presente da Miroka e do Lauro.
Devidamente lidos e degustados...

sexta-feira, 19 de setembro de 2008

Salada de grão-de-bico (e como eu só penso nela!)


Amo grão-de-bico, idolatro, mesmo. A Dinda (minha amiga Valéria) faz uma salada divina e sempre penso nela (na salada, desculpa aí).
Daí, caiu-me essa receita em mãos, vindo do Panelinha (IG), que reproduzirei a seguir:

SALADA MEDITERRÂNEA DE GRÃO-DE-BICO
Ingredientes
3 xícaras (chá) de grão-de-bico
2 pimentas-dedo-de-moça
1 cebola roxa
100 g de queijo de cabra tipo feta (opcional)
2 colheres (sopa) de coentro fresco picado
2 colheres (sopa) de salsinha picada
1 colher (sopa) de hortelã picada
1 xícara (chá) de azeite de oliva
3 colheres (sopa) de vinagre de vinho branco
sal a gosto

Modo de Preparo
1. Numa tigela, coloque o grão-de-bico e cubra com água. Deixe de molho de um dia para outro.

2. Numa panela grande, coloque o grão-de-bico escorrido e cubra com água. Leve ao fogo médio e deixe cozinhar por aproximadamente 50 minutos ou até os grãos ficarem macios, mas sem desmanchar.

3. Numa tábua, corte as pimentas na metade no sentido do comprimento. Com uma faquinha, raspe as sementes com cuidado, pois o contato direto das sementes com a pele pode causar queimaduras, por isso, lave bem as mãos após este procedimento. Corte as metades em tirinhas. Corte a cebola ao meio, retire a casca e corte as metades em fatias finas.

4. Se for utilizar o queijo de cabra, corte-o em cubos de 1 cm.

5. Escorra a água e transfira o grão-de-bico para uma tigela. Ainda quente, tempere com o azeite, o vinagre e sal. Reserve.

6. Quando esfriar, misture as ervas picadas, a cebola em fatias e a pimenta em tirinhas. Por último, junte o queijo de cabra em cubinhos e misture delicadamente. Leve à geladeira. Sirva fria ou à temperatura ambiente.

segunda-feira, 15 de setembro de 2008

Maduríssima



É como diz aquela música: "eu quero a sorte de um amor tranqüilo, com sabor de fruta mordida..."

Vermelho (em novas aquisições)



Acredito que este post dispensa comentários...

Los abanicos de Lola




Toda vez que venho a Brasília é mandatório vê-los. Falo de meus queridos amigos Maria Alice e Sr.Geraldo, que voltaram recentemente da Europa. Aliás, esse casal sempre me rende posts deliciosos como esse ou este aqui
Maria Alice, acatando meus pedidos, trouxe um leque (!!!!!!!!) e várias histórias para contar. O melhor: o leque é de uma grife chamada "Los abanicos de Lola" (pensamento meu para vocês: bem que podia ser minha - a grife - já que a Mari me chamava de Lola durante a adolescência).

Fogo de chão (em Brasília)









Almoçamos na bela Fogo de Chão, em Brasília (de frente para a Torre de TV). Atendimento impecável!
Mas tenho que confessar que fiquei constrangida para fazer fotos e por essa razão meus registros são tímidos.
Mas tudo lá é perfeito: carta de vinhos, o buffet (ma-ra-vi-lho-so!!!), acompanhamentos, simpatia dos garços (vestidos como gaúchos autênticos). Voltarei muitas outras vezes, prometo... e não será para comer o churrasco tipicamente gaúcho, tchê!

Despedida da UFPA

Não comentei porque não deu tempo. Na última sexta-feira vivi um (quase) último dia de UFPA. Sou emotiva ao extremo e deixei para hoje este post. Na quinta-feira, entretanto, tive um happy hour que tão felizmente pude dividir com pessoas que me são muito queridas. As receitas vão aí embaixo...
Ah, e se a pergunta é: "para onde ela vai agora?", aguardem... tenho novidades, que incluem uma viagem não muito longa. Quanto mistério, não? É cláusula contratual... contratual...

quinta-feira, 11 de setembro de 2008

Brigadeiro no copinho (ou de colher)


Ingredientes:
• 1 lata de leite condensado
• granulado ou confeitos para decorar
• 150 g de chocolate em barra meio amargo picado (ou cacau em pó, que foi usado na minha receita)
• 1 caixinha de creme de leite
Preparo:
Em uma panela pequena cozinhe o leite condensado e o chocolate em fogo baixo,mexendo sempre até obter consistência de brigadeiro mole (por 8 minutos). Retire do fogo, acrescente o creme de leite e misture bem. Distribua em pequenos copos descartáveis (30 ml). Espere esfriar, decore com granulado ou confeitos e sirva.

Mini quiches...


Essa é para quem quer testar a massa podre... Vale a pena tentar!

Massa podre:
250 g farinha de trigo peneirada
175 g de manteiga
1 ovo
1 g de sal

Preparo
Misture a manteiga e o ovo. Incorpore aos poucos a farinha já misturada com o sal.
Não trabalhe muito a massa, apenas o suficiente para incorporá-la. Embrulhe em papel filme e cubra com papel-alumínio. Deixe descansar 24 horas.
Abra a massa numa espessura fina com o auxílio de um rolo. Forre as forminhas para mini quiches (na falta, as de empada resolverão super bem).

Recheie a gosto (as da foto estão com 4 tipos de queijo).
Faça o creme: bata no liquidificador creme de leite e ovos e despeje em cada uma das forminhas com recheio.
Levar ao forno a 180°C por aproximadamente 12 minutos (tartelette individual).
Obs: Você poderá usar a massa para uma fôrma maior, sem a necessidade de dividi-la em forminhas.

Tomates recheados


Essa receita sempre é sucesso de público. Também é facílima de fazer...
Você vai precisar de tomates. Corte a tampa e retire o miolo.

No liquidificador bata 200 ml de creme de leite, dois ovos, sal a gosto, um pouco de noz-moscada e queijo gorgonzola (ou o que vc preferir). Despeje essa mistura nos tomates e leve ao forno por 15 a 20 minutos. Sirva quente ou morno...
(p.s.: faça um pesto e sirva junto...)

A (re)invenção da salada caprese



Essa foi uma boa idéia: reinventar a caprese...
E fez um efeitão. Anotem aí:
- Mini taças;
- Queijo mascarpone (se não achar, vá de cream cheese. O efeito é igualzinho);
- Tomates cereja;
- Folhas de manjericão.

Forre as tacinhas com queijo mascarpone. Eu temperei o meu com um pouco de sal, pimenta e noz moscada. Coloque o tomate cereja e uma folhinha de manjericão.. Jogue um fio de azeite e... tá pronto!

segunda-feira, 8 de setembro de 2008

domingo, 7 de setembro de 2008

O pôr-do-sol que roubou meu fôlego


Rio Tapajós, em Santarém.

A caldeirada deste domingo





Somos alucinadamente e desavergonhadamente apaixonadas por caldeirada cá em casa e hoje decretamos o cardápio: caldeirada mista de filhote e camarão rosa.
Não é difícil, mas é importante ter ingredientes de boa qualidade, para que o resultado final seja "A".
Comece cortando todos os temperos e legumes. Reserve.
Numa panela, jogue um super generoso fio de azeite. Doure um pouco de alho amassado e picado e deite todos os temperos (foto 1). Deite as postas de peixe e adicione água quente até cobrí-las. Adicione os legumes e deixe cozinhar.
À parte em outra panela: outro fio de azeite e alho. Jogue os camarões e não mexa muito. Por uns 5 minutos. Desligue o fogo e reserve.
Cozinhe o ovos separadamente, quando estiverem prontos, descasque e reserve.
Quando os legumes estiverem al dente, adicione os camarões e os ovos cozidos. Desligue o fogo e sirva em seguida...
E não esqueça do pirão... mas essa é uma outra receita.

terça-feira, 2 de setembro de 2008

Diagnóstico: excesso de noz moscada


Do: Globo.com

Receita errada em revista de culinária deixa leitores 'doidões'

Usada em excesso, noz-moscada provoca alucinações e pode até matar.
Em vez de pedir duas pitadas, receita indicava o uso de vinte nozes.


Nem todo mundo sabe que a noz-moscada, especiaria valorizada durante a época das grandes navegações, é considerada tóxica se usada em grandes quantidades. A intoxicação pelo tempero, que pode até matar, também causa alucinações.

Uma revista sueca de culinária pediu desculpas a seus leitores e retirou das bancas todos os exemplares de sua última edição por conta de um erro em uma receita de bolo de maçã. Quatro pessoas sofreram intoxicação após comerem a sobremesa feita a partir das instruções publicadas na revista.

Em vez de pedir duas pitadas da noz-moscada moída, a receita do bolo publicada na 'Matmagasinet' pedia vinte nozes. "Fomos comunicados que quatro pessoas comeram o bolo preparado de forma incorreta, e tiveram dor de cabeça, enjôo, alucinações e ânsia de vômito", explica a editora da revista, Ulla Cocke.

As vítimas do erro da revista passam bem e já receberam alta.